PÁGINA INICIAL

segunda-feira, outubro 20, 2008

PEDAL LIVRE
Já faz um bom tempo que em relação a páginas de sites ou blogs que visito, valorizo o desporto PEDALAR.
É bem interessante a alegria apresentada, através de publicações, provinda desse pessoal do pedal.
Quis descobrir - sentir ‘na pele’ - o significado do momento, e para tal comprei uma bike tempos passados. Porém não consegui descobrir! :(
Afinal onde estava a tal alegria por algo tão simples – bicicleta?
Por que percebia ao acompanhar o crescente número de publicações, informações, que o momento com uma bike é "verdadeiramente" gostoso? No entanto, comprei uma bike, mas, não encontrava esse lado gratificante de jeito nenhum.
Bem, depois de um bom tempo, “não entendendo”, descobri o motivo de não ser contagiada como muitos, que observava estarem nessa prática do pedalar - o que estava faltando para ser contagiada era COMEÇAR A PEDALAR... Era só isso!! (Vai ver pensava que bastava comprar uma bike e simplesmente num passe de mágica tal alegria, que via, surgiria. Ou talvez, quem sabe, na verdade eu ficava a espera que a bike viesse até a minha pessoa, por si, e saísse a me carregar para algum passeio... sem precisar de nenhuma força de vontade da minha parte. Pois é! Tem coisas que é difícil entender; e por vezes é melhor nem entender para não gastar o cérebro). Enfim, nessa situação, descobri que não bastava apenas ter comprado a bike, era preciso usá-la para a finalidade a qual existe.
É isso... o tempo passa, com ele vai surgindo os compromissos sérios, preocupações, responsabilidades, e o espaço para o “simples demais”, que favorece muito o viver, fica oculto (sempre existe desculpa!).
Ainda bem que para alguns felizardos não acontece assim. E acaba de um jeito ou outro, esses, demonstrando como conciliar o que de difícil chega com o tempo com alegrias provindas de coisas simples demais. Alegrias que vem a ser um direito, qualquer cidadão do bem, ter... E por vezes é esquecido ou, injustamente, dificultado!
Fica então essa publicação apresentando um simples momento pedalando. Mas o valor, em si, que seja dado ao ESPORTE em geral, que favorece muito ao SER HUMANO ter o “SEU MOMENTO”.


O rapazes estavam pedalando bem na frente quando precisei gritar:
"Ei, esperem por mim porque o pneu aqui furou."
Aí o passeio que era para ser apenas pedaladas, precisou se misturar com caminhadas (ufa! longa caminhada). Ninguém havia se lembrado que poderia acontecer algum empecilho.



No caminho um curioso... que no momento se fez amigo!

Chegamos até onde marcamos ir - Aré, distrito de Itaperuna-RJ - lá nenhuma oficina para resolver a situação do pneu furado se encontrava funcionando.
Nesse caso, confesso, se eu visse essas imagens, abaixo, nunca ia identificar o significado "disso"... como estava presente "entendi" o que foi feito.
Então se você é como eu, não conseguiria identificar "bulufas" de nada sobre algo assim, essa, simplesmente, foi a forma usada para resolver o furo na camara de ar.
Conseguimos uma bombinha para encher, foi localizado o furo na camara de ar e amarrado, o local do furinho... Só isso!
Depois foi feito os 20 km de volta, já se passaram bem mais de 24h e o pneu está normal, não esvaziou nem um pouquinho, que seja. E acredite, antes de deixar essa publicação, estive na garage verificando, apertei o pneu para ver se não havia esvaziado - E não esvaziou mesmo!
Para um bom ciclista esse truque pode ser bem conhecido... Mas como não tenho conhecimento algum, achava, até então, que casos assim só se resolviam numa oficina - através de cola.
Bem, já estava acreditando, naquela altura, que o fim da minha pedalada seria encontrar uma casa e pedir para deixar a bike guardada...
Mas que nada... voltei!
Apesar de ter surgido uma certa vontade de aproveitar a oportunidade e não pedalar mais 20 km.
E assim... Quando estávamos praticamente chegando (uns 40mins. faltando) começou a chover!
Da minha parte: primeira vez pedalando/40 km, sem prática, as pernas já estavam parecendo ter sido trituradas num moedor de carne... acelerar pedaladas naquela altura... Né brinquedo não!
Mas tudo bem! Faz parte!!
O motivo que existe no prazer de pedalar, finalmente, por mim, foi identificado! ;)
Estiveram nesse passeio, domingo - 19/10/08, de PEDAL LIVRE: Sandra, Nida e Fábio.
***
"Nós sempre precisamos de amigos; gente que seja capaz de nos indicar direções,
despertar o que temos de melhor e ajudar a retirar os excessos que nos tornam pesados.
É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes
de nós mesmos." (Pe. Fábio de Melo)
***
Grata pela sua companhia através dessa leitura!
Até a próxima...
Paz e bem!


8 comentários:

André Alvim disse...

Amiga Sandra, que show te ver pedalando. Aqui torço para que o bichindo do pedal tenha acertado a veia certa e que vc estaja aplicada para sempre pelo simples prazer de pedalar em toral liberdade. Confesso que me emocionei quando ví a primeira foto: Vc de bicicleta no asfalto. Pensei:Chegou a hora!! Parabens pela iniciativa e vá descobrindo novos caminhos, principalmente os da zona rural. Adorei a foto da árvore. É uma mangueira?? Vamos marcarm um domingo e levo leva nossas bicicletas para pedalarmos por aí. O que vc acha? Valeu!! Estou feliz pra caramba.Obrigado por me avisar. Um forte abraço e serenidade sempre, com carinho, André Alvim(Xôxô)

Sandra Valeriote_S.J.U. disse...

Olá André, é só me avisar quando quiser vir.
Por aqui ouvi comentário a respeito de terminarem de ligar São José de Ubá a Miracema, com asfalto... até Paraíso do Tobias. Estou torcendo para não ficar apenas na vontade, pois, se tal projeto idealizado realmente acontecer ficará ótimo para o ir e vir de uma cidade a outra pedalando/sem muito sacrifício - rsrs...
Apesar de estar me sentindo um bagacinho espero por outros passeios :D:D
Quanto a árvore, não tenho certeza, acho que seja um IPÊ.

Novamente não vou poder ir a Miracema com as meninas pois tenho compromisso. Para a próxima semana devo conseguir ir, se Deus quiser. Estou até com vergonha de não ter mandado seu livro ainda :O...
A propósito - Acredita que até hoje a Monique não me emprestou o DVD que você mandou pra ela????
Pois é!

Abraçãoooooooo amigo
Paz e bem!
Sandra

ANGEL Tostes disse...

Oi Sandra,
Achei muito meiga sua postagem, que mostra claramente, o quão ignoramos os pequenos prazeres da vida! Que bom q vc está se encontrando com esses prazeres...
Acho q o André deve se sentir um herói, porque as conquistas dele, transcendem ao que nossa razão consegue imaginar...
Legal mesmo! Parabéns!
Continue assim...
Gostaria de saber como é o percurso S José de Ubá - Miracema. Os dois municípios poderiam explorar o esporte radical e traçar projetos de ecoturismo juntos, não acha?

Sandra Valeriote_S.J.U. disse...

Oi Angel, que bom saber ter tocado de alguma forma especial esse assunto – bicicleta. Porque realmente é algo bem simples que favorece muito “um momento”!
E pode acreditar, para alguém (eu) cuja tendência forte era ter feito parte do grupo de workaholic até o fim... É incrível me ver num momento assim!

Quanto ao nosso amigo, em comum, André... Esse com certeza aprendeu, bem rápido, que o sucesso não é ser continuamente feliz, mas construir a felicidade com as coisas singelas da vida. O que ele vem construindo para ele e tendo a grandiosidade de compartilhar... terá seu mérito!

Já sobre sua pergunta – Para sair de São José de Ubá para Miracema, existe a possibilidade de passar por Stº Antº de Pádua ou Itaperuna... Mas a distância menor é a passagem por Paraíso do Tobias...(mas acho que você sabe sobre essa parte :D)
No caso, essa passagem – Paraíso do Tobias - não vem a ser muito utilizada por ter um longo caminho de estrada de terra... Agora, como deixei “ouvi comentário” sobre acontecer asfaltamento...
Para o lado de esporte “radical” penso que favoreça essa naturalidade do momento... Para o ecoturismo talvez, sim, se acontecer essa obra o tempo futuro pode favorecer uma visão ampla em muitos e aí vir acontecer o que o Noroeste Fluminense do estado do Rio de Janeiro merece – Ser visto como um local, para visitação, em que se trabalham muito a preservação do meio ambiente.
Bem, obrigada!
Grande abraço

Segredinho: teve momento no decorrer da semana que pensei que dos meus joelhos pra baixo, estava tudo acabado, não iam sobreviver... Mas com certeza vou continuar no pedal rsrsrsrsrs... EXPERIMENTA! ;)

Monique Eccard disse...

Te disse amiga:::::::::::: Disque Monique!!!!!!!!!!
E irei com minha equipe de Salvamento.... :*o
Caso haja possibilidade deste trrajeto..irei eu mesma "de carro"...te levando suprimento: água..gatorede...toalhas..secas....gelo...
Sabes que sou Tua Amiga..até debaixo de sol...chuva.....( é claro eu dentro do meu pretinho Básico!==carro... :*)

João Bosco disse...

Fiquei muito feliz de saber que vc descobriu o gosto de pedalar. Encontrei este Blog por intermédio do André Alvim. Mas porque fiquei feliz se não te conheço e nem conheço o André? Simplesmente porque sou apaixonado por bike, por cicloturismo, trekking, pela natureza e pelo ser humano. Embora distante, é como se vc fosse minha colega de pedal!
O André já conhece meu clube. Se vc não conhece, acesse www.clubebikeadventure.com.br
e www.picasaweb.com/jbcreis
Continue pedalando que as dores serão cada vez menor, até sumirem por completo.
Um grande abraço!

João Bosco disse...

Muito interessante este artigo "Pedal Livre", terminar com a frase do Pe. Fábio Melo. O André construiu a ponte e a ligação entre Volta Redonda / São José do Uba (e Miracema) está aberta, via internet. No dia 18/10, fomos a Canção Nova para ver e ouvir o Pe. Fábio Melo. No dia 6/12 vamos voltar novamente para ver e ouvir o Pe. Fábio Melo. Nada acontece por acaso!!!
Fiquem com Deus!

Sandra Valeriote_S.J.U. disse...

João Bosco, obrigada pelas palavras e incentivo. De forma positiva (saudável) palavras assim chegam para ajudar muito “o continuar”. Precisamos!
Com certeza não vou abster-me de seguir com essa atividade física. Ainda mais percebendo que além do benefício que algo assim traz para nossa saúde, num sentido geral, também nos vem o benefício de conhecer outras pessoas concentradas no bem.

Seja sempre bem vindo por aqui! Nem todos os momentos, que tiver pedalando, estarei publicando (não é o foco principal do blog), mas com certeza vou sempre ter satisfação de alguma forma ajudar, de quando em quando, apresentando esse diferencial que pode agregar à vida de um modo muito saudável ;)
Tenha certeza, se encontrar alguma publicação minha, referente a pedal, esteja à vontade para sugestões, correções... Sou apenas aprendiz! :D

Que bom para vocês aí essa oportunidade de estar ouvindo “de pertinho” o Pe. Fábio de Melo. Seres humanos tão focados em propósitos que alcance o BEM, como o caso dele, só faz favorecer a grandeza de nossas almas.

Já que mencionou o Pe. Fábio de Melo, tem esse pensamento que adoro, acreditando no valor contido em cada palavra. Compartilho, assim, com você:
“Eu só posso estar na vida do outro para fazer o bem, para acrescentar, caso contrário, eu sou perfeitamente dispensável”. (Pe. Fábio de Melo)

Paz e bem!